Coréia do Norte não tornou usina nuclear operacional, dizem EUA

Os Estados Unidos disseram nasexta-feira que a Coréia do Norte ainda não tinha tornado ausina nuclear de Yongbyon operacional apesar das ameaças eexigiu que Pyongyang aceite um mecanismo para verificar o quediz a respeito de suas instalações nucleares. "Eles não chegaram a esse ponto ainda. Nós osestimularíamos a não chegar a esse ponto", disse SeanMcCormack, porta-voz do Departamento de Estado, quandoperguntado sobre a declaração do governo norte-coreano de queestá trabalhando para que a usina de Yongbyon, da erasoviética, voltasse a funcionar. "Eles continuam se movendo para a direita, para chegar maise mais perto desse ponto de operacionalizar Yongbyonnovamente", acrescentou. Além de dizer que vai reiniciar a usina, a Coréia do Nortetambém descartou a possibilidade de se desarmar em troca de suaretirada da lista norte-americana de países patrocinadores doterrorismo. Yongbyon produz plutônio próprio para a produção de bombase seria destruída com o acordo de desarmamento feito com cincopotências regionais, incluindo Washington. McCormack disse que a Coréia do Norte terá de escolherentre o isolamento ou os benefícios da cooperação. "Não acho que estejamos em um ponto em que eles mudaramcompletamente de idéia, mas eles avançaram continuamente nestadireção. Vamos continuar compromissados com os norte-coreanos",acrescentou. No mês passado, a Coréia do Norte disse que planejavaretomar as atividades de Yongbyon por raiva de Washington, quenão a retirou da lista de países patrocinadores do terrorismo.Em setembro, foram dados passos pequenos, mas iniciais para seretomar as atividades da usina, segundo autoridades. (Por Sue Pleming)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.