AP
AP

Corpo do senador Ted Kennedy segue para velório em Boston

Família realiza missa privada para homenagear o democrata; norte-americanos se reúnem no local do funeral

27 de agosto de 2009 | 16h07

O corpo do senador Edward Kennedy foi levado para a cidade de Boston nesta quinta-feira, 27, após a missa privada realizada pela família na mansão dos Kennedy em Hyannis Port. O público se reuniu desde as primeiras horas do dia diante da Biblioteca Presidencial John F. Kennedy, onde será realizado o funeral aberto para visitação pública por dois dias. O funeral será feito no sábado e o presidente Barack Obama deverá ler um dos discursos em homenagem ao democrata.

 

Veja também:

lista Perfil: Câncer põe fim a trajetória do 'último Kennedy'

especialEspecial: Conheça os membros da Dinastia Kennedy

mais imagens Fotos: Veja  imagens de Ted Kennedy

video Vídeo: Assista no YouTube discurso na convenção democrata em 2008

especial Especial: Cronologia da vida do senador

lista Quatro momentos na vida de Ted Kennedy

 

O corpo do senador permanecerá em Boston até sexta-feira, segundo um comunicado do Senado. O cortejo que leva o corpo do senador fará uma parada na Igreja San Esteban, onde a mãe de Ted Kennedy, Rose, foi batizada e onde se realizou seu funeral. Também passará pelo Rose Fitzgerald Kennedy Greenway, parque de Boston que leva o nome dela, pelo Faneuil Hall, onde o prefeito de Boston, Thomas Menino, tocará um sino 47 vezes, uma para cada ano em que Kennedy esteve no Senado.

 

Uma guarda de honra militar acompanhará familiares, amigos e empregados na vigília, enquanto milhares de pessoas devem passar pelo caixão fechado para homenageá-lo, a partir da noite de quinta-feira. Várias fotos adornarão a sala. Haverá um serviço fúnebre na tarde de sexta-feira, na biblioteca. No sábado, o presidente Barack Obama falará na missa fúnebre privada na Basílica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Mission Hill, em Boston.

 

Um empregado da igreja disse que os ex-presidentes Jimmy Carter, Bill Clinton, George H. W. Bush e George W. Bush comparecerão à missa na basílica, erguida em 1878. No sábado, o corpo será levado de avião até o Cemitério Nacional de Arlington, nos arredores de Washington, para ser sepultado ao lado dos túmulos dos irmãos do senador, John e Robert Kennedy.

 

Sucessão

 

Enquanto Boston preparava mais três dias de homenagens ao patriarca de uma das mais famosas dinastias políticas norte-americanas, autoridades discutiam a questão de quanto tempo será preciso para encontrar um substituto para o senador mais antigo do Estado, que sofria de câncer cerebral.

 

O governador Deval Patrick disse ao Boston Globe que quer honrar o desejo de Kennedy de modificar as leis estaduais para permitir que seja nomeado um senador interino durante o período de cerca de cinco meses necessário para organizar uma eleição.

 

Patrick e outros legisladores democratas, incluindo o senador do Massachusetts John Kerry, disseram que rápido preenchimento da vaga de Kennedy será de importância vital no momento em que o Congresso trabalha sobre a reforma do sistema de saúde americano.

 

Ao longo de seus 47 anos no Senado, Kennedy defendeu a reforma do sistema de saúde, algo que se tornou uma das iniciativas mais importantes do presidente Barack Obama. A morte de Kennedy deixa os democratas com um voto a menos do que necessário para terem a maioria de 60 parlamentares de que precisam para derrotar qualquer tentativa de obstrução republicana contra a reforma.

Tudo o que sabemos sobre:
Ted Kennedy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.