Crianças entregam a Obama sugestões para melhorar os EUA

Responsáveis pela iniciativa já receberam mais de 4,5 mil cartas; presidente receberá edição especial impressa

Efe,

17 de fevereiro de 2009 | 04h18

O presidente Barack Obama vai receber um livro eletrônico com as ideias, as preocupações e os pedidos das crianças para melhorar os Estados Unidos. Trata-se do projeto Dear Mr. President (Querido Presidente), uma iniciativa da Associação Nacional de Educação (NEA, em inglês) e do kidthing.com, um portal com jogos e atividades para crianças. Segundo a diretora-executiva do site, Lawrence Hitchcock, as crianças com idades compreendidas entre 5 e 12 anos ficaram animadas com o projeto, e os responsáveis pela iniciativa já receberam mais de 4.500 cartas. Enquanto as preocupações nos EUA estão centradas nesta terça-feira, 17, em um plano de estímulo econômico de bilhões de dólares, da perda de três milhões de empregos e da crise hipotecária, as crianças não destoam deste cenário. "Meu sonho é ter um melhor sistema de segurança em casa e mais comida e material de socorro para os desastres naturais", diz um dos pedidos, que remete a catástrofes como os furacões "Katrina", "Ike" e "Hanna", entre outros. "Faça com que os incêndios e os terremotos não existam. Faça com que os tornados e todas essas 'coisas' que destroem as casas desapareçam", indica outro dos pedidos. Outros lembram da situação vivida por milhares de crianças latinas que são separadas dos pais. "Desejo que as famílias não sofram mais por serem imigrantes". Crianças de todo o país e até mesmo de fora dos Estados Unidos enviaram cartas e desenhos que serão incluídos em um livro eletrônico que poderá ser baixado gratuitamente no site infantil. No entanto, uma edição especial impressa será feita para Obama, para a qual serão selecionados 150 mensagens e desenhos.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaEUApedidos das crianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.