Dalai lama reúne mais de 50.000 pessoas em Seattle

O líder espiritual não fez comentários sobre os recentes protestos contra a China no Tibete

12 de abril de 2008 | 23h19

 Mais de 50.000 pessoas se reuniram neste sábado em um estádio da cidade americana de Seattle (Washington, Estados Unidos) para escutar o dalai lama, segundo informam meios de imprensa locais.   O líder espiritual tibetano, que realiza uma visita de cinco dias aos EUA, fez um discurso no West Field de Seattle, onde defendeu a não violência e os contínuos apelos à compaixão.   O líder budista saúda o público durante evento na cidade de Seattle, EUA. Foto: AP   O dalai lama pediu aos presentes que não tolerem que as diferenças raciais, de classe ou religiosas dividam o mundo, segundo publica a edição eletrônica do jornal local The Seattle Times.   Em sua fala de 45 minutos, o dalai lama fez um apelo aos líderes mundiais para que não usem a força na resolução de seus conflitos e pediu, além disso, a eliminação das armas nucleares.   No entanto, o líder espiritual não fez comentários sobre os recentes protestos no Tibete nem acerca da repressão das autoridades chinesas contra os manifestantes tibetanos.

Tudo o que sabemos sobre:
dalai lamatibeteeua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.