Democratas querem investigar Cheney e plano secreto da CIA

Parlamentares pressionam após denúncia de que vice de Bush teria ordenado ocultar projeto do Congresso

Reuters,

13 de julho de 2009 | 11h06

Membros do Partido Democrata querem investigar a administração do ex-presidente George W. Bush, após as denúncias de que o ex-vice-presidente Dick Cheney mandou a CIA esconder seu programa de contra-terrorismo do Congresso americano.

Veja também:

especial 30 anos de violência e caos no Afeganistão

link Obama manda investigar morte de 2 mil taleban em 2001

O presidente Barack Obama tem resistido a investigar abusos da era Bush temendo que isto desvie seus esforços em aprovar a reforma energética e do sistema de saúde.

"Acredito que o ideal seja uma comissão para investigar denúncias sobre tortura e atividades de contraterrorismo", disse o democrata Patrick Leahy, chefe do comitê de Justiça do Senado, no domingo, 12.

Chefe do comitê de inteligência, a democrata Dianne Feinstein sugeriu que o governo Bush praticou atos ilegais ao esconder atividades da CIA do Congresso. "Isto é muito grave A denúncia surgiu em meio a rumores de que o procurador-geral, Eric Holder, deve abrir um processo para apurar se a CIA torturou presos durante a 'guerra ao terror'.

De acordo com o Wall Street Journal, o programa planejava capturar e matar membros da Al-Qaeda. Ainda segundo o jornal, o plano, que foi suspenso pelo novo diretor da CIA, Leon Panetta, não foi colocado totalmente em prática.

Republicanos criticaram a iniciativa democrata. O senador texano John Cornyn disse que a CIA deveria ter avisado o Congresso do plano, mas a manobra parece uma manobra política. Já o senador Judd Gregg defendeu a agência. "É um ataque contínuo à CIA e a nossas organizações de inteligência", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CheneyCIACongressoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.