Democratas têm problemas para custear convenção em agosto

Partido não atinge meta de arrecadação para financiar o evento em que o candidato presidencial será nomeado

Efe,

28 de maio de 2008 | 15h01

O Partido Democrata não conseguiu financiamento para a convenção que realizará em Denver (Colorado) no final de agosto, e está atrás do Partido Republicano, cuja convenção acontecerá no início de setembro. A informação foi publicada nesta quarta-feira, 28, pelo jornal The New York Times, que destaca que o comitê organizador da convenção de Denver, que acontecerá entre 25 e 28 de agosto, está com US$ 15 milhões a menos do que os US$ 40,6 milhões que precisa arrecadar até 16 de junho.   Veja também: Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA  Acompanhe a disputa entre os pré-candidatos    Segundo o jornal, até o momento só foram arrecadados US$ 25 milhões, e não existe um plano alternativo caso seja necessário realizar uma convenção menos ambiciosa. Chris Lopez, um porta-voz do comitê organizador de Denver, disse ao The New York Times que o partido arrecadará o dinheiro necessário.   "Estamos trabalhando todos os dias para consegui-lo. Estamos em uma situação na qual temos que conseguir, e conseguiremos", declarou Lopez. A reportagem diz que não é raro que as grandes doações cheguem apenas um mês antes da convenção. O jornal também destaca a preocupação acerca da prolongada disputa pela candidatura presidencial democrata entre os senadores Barack Obama e Hillary Clinton, que poderia dificultar a arrecadação.   A situação dos democratas contrasta com a dos republicanos, que avançam segundo o previsto para juntar os US$ 39 milhões necessários para financiar sua convenção, que será realizada em Mineápolis-St. Paul (Minnesota), entre 1 e 4 de setembro. Teresa McFarland, uma porta-voz do comitê organizador da convenção republicana, disse ao The New York Times que o partido espera ter arrecadado 80% do dinheiro até 15 de junho.   Convenção republicana   De fato, o comitê de Mineápolis-St. Paul orçou a convenção em US$ 58 milhões, quase US$ 20 milhões a mais do que o acertado com o Comitê Nacional Republicano. O jornal destaca que quase a metade dessevalor será arrecadada entre as empresas de Minnesota, e a outra metade entre as companhias de nível nacional.   McFarland disse ao jornal que o comitê foi ajudado pelo fato de que 19 das 500 companhias que fazem parte da lista Fortune 500 estão na região, e que sua equipe está "animada com o apoio da comunidade local".   Lopez, do comitê organizador democrata, atribui os problemas de financiamento à contração da economia, já que a maioria do dinheiro procede de grandes empresas que se vêem restringidas na hora de fazer contribuições. Mesmo assim, o porta-voz garante que a situação de Denver está melhor do que a arrecadação de doações para a convenção de Boston, em 2004.   Entre as companhias que já contribuíram para a convenção de Denver e cujas logomarcas aparecem no site do comitê democrata estão Lockheed Martin Corporation, Ford Motor Company, Anheuser-Busch, Coca-Cola, Pepsi, Merck, Lilly, Allstate, Travelers, Lehman Brothers, AT&T, Visa, Target e Western Union.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.