Departamento de Justiça dos EUA nomeia novo chefe de contraespionagem

O Departamento de Justiça dos EUA nomeou um experiente ex-promotor federal para supervisionar Os esforços de contraespionagem, medida que integra um amplo esforço de reestruturação da equipe de segurança nacional com o objetivo de lidar com ataques virtuais e a ameaça de roubo de tecnologia sensível.

ARUNA VISWANATHA, REUTERS

01 de dezembro de 2014 | 11h07

David Laufman vai se tornar chefe da seção de contraespionagem da divisão de segurança do Departamento de Justiça, de acordo com um anúncio interno ao qual a Reuters teve acesso. Ele começa a trabalhar no novo posto nesta segunda-feira.

Laufman, que já trabalhou como analista da CIA durante os anos 1980, foi investigador do Congresso nos anos 1990 e representante sênior do Departamento de Justiça durante o governo de George W. Bush no início dos anos 2000. Ele assume o cargo na agência após atuar no setor privado.

Bush nomeou Laufman em 2006 como inspetor-geral do Departamento de Defesa, mas Laufman renunciou ao cargo em meio a questionamentos do senador democrata Carl Levin sobre sua isenção.

A indicação de Laufman ocorre um mês após o chefe da divisão de segurança nacional, John Carlin, ter anunciado uma série de novas contratações e mudanças dentro da divisão para lidar com as crescentes ameaças de espionagem virtual patrocinada por Estados, assim como violações a leis de controle de exportação.

(Reportagem de Aruna Viswanatha)

Mais conteúdo sobre:
EUACONTRAESPIONAGEMCHEFE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.