Deputado norte-americano renuncia depois de escândalo com fotos

O deputado norte-americano Anthony Weiner, envolvido em um caso humilhante ao mandar fotos suas nu para mulheres online, renunciou na quinta-feira, encerrando um escândalo de semanas que assustou seus colegas democratas.

MARK EGAN, REUTERS

16 de junho de 2011 | 19h37

"Eu esperava ter condições de continuar o trabalho que os cidadãos do meu distrito me elegeram para fazer, lutar pela classe média e aqueles que sofrem para se sustentar", disse Weiner a repórteres no Brooklyn.

"Infelizmente, a distração que eu criei tornou isso impossível. Então, hoje (quinta-feira), eu anuncio minha renúncia do Congresso", ele disse, aparentando tranquilidade em contraste à entrevista coletiva de 10 dias atrás quando, chorando, admitiu ter flertes online.

Visto no passado como um promissor democrata e perspectivas de concorrer à prefeitura de Nova York, Weiner fez o anúncio sozinho, sem a companhia da sua esposa.

Weiner, de 46 anos, representou partes da cidade de Nova York na Câmara dos Deputados dos EUA desde o seu primeiro mandato em 1998. Ele conseguiu se estabelecer como um líder liberal na Casa.

Tudo o que sabemos sobre:
EUADEPUTADORENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.