Dois são mortos a tiros em universidade nos EUA

Corpos de um homem e uma mulher estavam em sala de aula; polícia suspeita de assassinato seguido de suicídio

Agências internacionais,

10 de abril de 2009 | 15h58

Dois estudantes morreram nesta sexta-feira, 10, em um aparente assassinato seguido de suicídio no campos de uma universidade nos EUA, segundo informações da polícia. Os corpos de um homem de 28 anos e uma mulher de 20 foram encontrados em uma sala no Instituto Comunitário Henry Ford, em Dearborn, depois que a polícia respondeu a um telefonema para os serviços de emergência sobre tiros no campus, afirmou o chefe de polícia Gregg Brighton.

 

A universidade, que tem cerca de 17 mil alunos, mandou alertas por e-mail e mensagens de telefone celular para todos da comunidade e fechou o campus, segundo afirmou Marjorie Swan, vice-presidente da instituição. Em seu site, a direção colocou uma nota alertando seus alunos e familiares de que todas as aulas foram suspensas por conta de uma "situação de emergência" e que as instalações permanecerão fechadas até novo aviso.

 

O oficial da polícia afirmou que os agentes encontraram os corpos em uma sala de aula. Os estudantes que se encontravam no prédio foram retirados do local. As identidades das vítimas não foram reveladas, e autoridades contam com a possibilidade de que o homem tenha disparado primeiro contra a mulher e depois cometido suicídio. Uma espingarda foi usada no crime.

Tudo o que sabemos sobre:
EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.