Sorane Yamahira|Bellvisuals.com|via Reuters
Sorane Yamahira|Bellvisuals.com|via Reuters

Em protesto, ativistas projetam 'lugar de m...' em hotel de Trump nos EUA

Presidente dos Estados Unidos teria usado a expressão para se referir a imigrantes oriundos da África, El Salvador e Haiti

O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2018 | 15h38

Washington - A frase "este lugar é uma m...", foi projetada no sábado, 13, junto a outras mensagens em frente a um hotel de Donald Trump, na cidade de Washington. O protesto ocorreu após de acusações de que o presidente dos Estados Unidos teria usado essa expressão para se referir a imigrantes vindos de países africanos de El Salvador e do Haiti em uma reunião com deputados e senadores democratas e republicanos.

O comentário ofensivo, negado por ele, mas confirmado por um atual senador dos EUA, provocou críticas em todo o mundo. "Você não é residente de (Washington) D.C.? Você precisa de um lugar para ficar? Experimente a nossa merda, este lugar é uma merda", diziam mensagens projetadas na entrada do prédio.

Trump International Hotel no centro de Washington, de acordo com um vídeo postado em redes sociais. Os emoticons das bancas também foram projetados na entrada do hotel, enquanto a palavra "merda" apareceu em letras maiúsculas sobre eles. Os vídeos foram publicados na conta do Twitter de Robin Bell, que já fez outras projeções de protesto. A controvérsia surgiu na quinta-feira, após a reunião com deputados.

Na reunião, quando os legisladores mencionaram a questão da proteção de migrantes de nações africanas, Haiti e El Salvador, o presidente teria pedido que explicassem por que os Estados Unidos devem aceitar migrantes de "países merda" em vez de noruegueses, por exemplo. O senador democrata Dick Durbin foi quem confirmou o que o Washington Post e o New York Times avançaram, assegurando que

Trump usou "repetidamente" a palavra "merda" para se referir a esses países./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.