Em teste inédito, EUA interceptam dois mísseis no espaço

Os militares dos Estados Unidosdestruíram na noite de terça-feira dois mísseis balísticos decurto alcance mais de 160 quilômetros acima do oceano Pacífico.Foi o primeiro teste simultâneo desse tipo no espaço. Em 12 tentativas anteriores, o sistema ar-espaço Aegis, daLockheed Martin, havia interceptado 9 mísseis, segundo aAgência de Defesa de Mísseis (MDA) do Pentágono. "Consideramos como uma abordagem simultânea", disse RichardLehner, porta-voz da agência, na quarta-feira. "Isso significaque ambos os alvos estavam em vôo na mesma hora, embora nãotenham sido interceptados precisamente no mesmo momento." O sistema Aegis é parte do multibilionário projeto doescudo antimísseis destinado a proteger os EUA de potenciaisinimigos como Coréia do Norte e Irã. A MDA disse que esses mísseis foram o 32o e 33o destruídospor colisão desde 2001, mas não especificou em quantastentativas. Lehner disse que o exercício foi "muito realista do pontode vista operacional", em parte porque um inimigo provavelmenteatacaria com mais de um míssil de cada vez. Além disso, a tripulação do cruzador Lake Erie, onde estavainstalado o Aegis, não sabia de antemão quando os alvos seriamdisparados, embora tivessem sido postos em alerta. Ainda na terça-feira, negociadores da Câmara e do Senadoaprovaram 8,7 bilhões de dólares para programas de defesa noano fiscal de 2008, que começou em 1o de outubro. Os parlamentares retiraram 185 milhões de dólares do pedidoenviado pelo governo, mas acrescentaram 75 milhões para oprograma Aegis. (Por Jim Wolf, Edição em português 5511 56447738))

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.