Enfermeira dos EUA desafia lei estadual do Maine e sai de casa

Uma enfermeira do Estado norte-americano do Maine, que ameaçou processar o governo devido a uma quarentena de Ebola que ela considera não ter base científica, desafiou as ordens das autoridades e saiu de casa para um passeio de bicicleta nesta quinta-feira, mostraram imagens de televisão.

REUTERS

30 de outubro de 2014 | 12h41

Kaci Hickox saiu de sua residência em Fort Kent para passear de bicicleta pela manhã com o namorado, de acordo com a MSNBC e outras emissoras.

Hickox, de 33 anos, teve resultado negativo para um exame de Ebola realizado após voltar da África Ocidental, onde tratou pacientes com a doença. Ela disse que pretende levar o caso aos tribunais se o Estado não suspender a quarentena até esta quinta-feira.

(Reportagem de Brendan O'Brien, em Milwaukee)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAENFERMEIRAMAINE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.