Engenheiro é indiciado nos EUA por passar segredos à China

Um ex-engenheiro da Boeing foi presona segunda-feira nos Estados Unidos sob a acusação de seapossar de segredos comerciais, relativos a vários programasaeroespaciais, e de transmiti-los à China, segundo oDepartamento de Justiça. Em outro caso anunciado pelo Departamento, umex-funcionário do Departamento de Defesa e duas outras pessoasforam presas na segunda-feira por acusações de espionagem queenvolvem a transferência de documentos sigilosos do governo dosEUA para a China. Fontes oficiais disseram que o engenheiro Dongfan "Greg"Chung, nascido na China e naturalizado norte-americano, haviasido contratado em 1973 pela empresa Rockwell International,cuja unidade de defesa e espaço foi adquirida pela Boeing, em1996. Ele se aposentou em 2002, mas continuou prestandoserviços terceirizados até setembro de 2006. As fontes oficiais disseram que ele foi preso semresistência na sua casa, em Orange, na Califórnia. Chung esteve envolvido inclusive no programa de ônibusespaciais dos EUA. Ele é acusado de ter roubado da Boeingsegredos comerciais relativos às naves, ao avião militarcargueiro C-17 e ao foguete Delta IV. A Boeing disse estar colaborando com as investigações. (Reportagem de James Vicini)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.