Enquete nos EUA revela rejeição à intransigência de Bush

A rejeição a Bush aumenta de 12% em relação à última pesquisa, de dezembro de 2006

24 Julho 2007 | 04h30

A maioria dos norte-americanos considera que o presidente George W. Bush é inflexível demais nas suas posições sobre o Iraque. Este é o resultado divulgado nesta segunda-feira da enquete realizada pelo jornal "The Washington Post" e pela rede de televisão "ABC". A pesquisa afirma ainda que os entrevistados gostariam que o Congresso decidisse uma possível retirada das tropas dos Estados Unidos.   O site do jornal afirmou que oito em cada dez pessoas disseram que o presidente é rígido demais. São 12 pontos percentuais a mais em comparação com a última pesquisa, realizada em dezembro do ano passado. O maior aumento foi registrado entre os membros do Partido Republicano.   Em dezembro, 55% dos republicanos disseram acreditar que Bush estaria disposto a modificar sua estratégia no Iraque. Agora, porém, 55% afirmam que Bush não está disposto a realizar mudança alguma. A enquete revelou também que a aprovação de Bush se mantém em seus níveis mais baixos, com 33%.   O Congresso, atualmente sob o controle do Partido Democrata, também não recebe boas qualificações dos 1.125 adultos consultados entre quarta-feira e domingo. Só 35% aprovaram a forma como os democratas tratam a situação no Iraque. Uma maioria de 55% apóia uma legislação que estabeleça um prazo para a retirada das tropas americanas do Iraque.

Mais conteúdo sobre:
bush, pesquisa, rejeição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.