Enviada dos EUA vai monitorar temperatura duas vezes ao dia após voltar da África

Enviada dos EUA vai monitorar temperatura duas vezes ao dia após voltar da África

A delegação de Samantha Power não teve contato direto com qualquer paciente com Ebola durante a visita a Guiné

REUTERS

31 de outubro de 2014 | 08h46

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Samantha Power, que voltou a Nova York na quinta-feira após visitar países atingidos pelo Ebola na África Ocidental, terá de monitorar a temperatura duas vezes ao dia e informar ao Departamento Estadual de Saúde de NY pelos próximos 20 dias.

A delegação de Samantha, que viajou em um avião do governo norte-americano, não teve contato direto com qualquer paciente com Ebola durante a visita a Guiné, Serra Leoa e Libéria, os três países mais afetados pelo surto que já matou cerca de 5.000 pessoas.

Agentes alfandegários do aeroporto de Nova York John F. Kennedy mediram a temperatura de Samantha e ela respondeu a um questionários sobre sua saúde e se teve contato com alguém infectado pelo vírus Ebola.

O Ebola é transmitido por meio do contato com fluídos corporais de pessoas infectadas ou com o corpo ainda contagioso de alguém que morreu devido à doença. O vírus tem um período de incubação de 21 dias. Samantha deixou a África Ocidental na quarta-feira.

A embaixadora recebeu um kit que contém um termômetro e um cartão para anotar a temperatura duas vezes ao dia. Duas vezes ao dia ela precisa informar a temperatura e qualquer sintoma que apresente ao Departamento de Saúde de Nova York.

Diversos Estados norte-americanos, incluindo Nova Yok, onde fica a sede da ONU, impuseram uma quarentena obrigatória a profissionais de saúde que voltam da região após terem tido contato com pacientes com Ebola.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAEBOLAENVIADATEMPERATURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.