Enviado especial dos EUA ao Sudão deixa cargo, diz Casa Branca

O enviado especial dos Estados Unidos ao Sudão, Scott Gration, renunciou ao cargo, informou a Casa Branca na quinta-feira.

REUTERS

10 de fevereiro de 2011 | 21h06

"Gostaríamos de salientar que sua saída não indica que esse governo está se retirando dos muitos desafios que ainda enfrentamos no Sudão, particularmente em Darfur", afirmou o comunicado.

Gration, um conselheiro de longa data do presidente norte-americano, Barack Obama, irá se tornar embaixador dos Estados Unidos para o Quênia.

(Reportagem de Caren Bohan e Andrew Quinn)

Tudo o que sabemos sobre:
EUASUDAOENVIADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.