Escola das filhas de Obama é esvaziada após telefonema suspeito

A escola Sidwell Friends School, em Washington, onde as filhas do presidente Barack Obama estudam, foi esvaziada por um breve período na quinta-feira após um telefonema suspeito, informou a escola.

Reuters

18 de outubro de 2012 | 15h43

A escola particular esvaziou os edifícios do campus na avenida Wisconsin, no noroeste de Washington, depois da ligação, informou a instituição. As filhas de Obama - Sasha, de 11 anos, e Malia, de 14 anos - são estudantes da Sidwell.

"Depois de uma investigação das autoridades de segurança, ficou determinado que não havia risco. Os estudantes e os funcionários voltaram agora para as aulas", disse a escola em um comunicado em seu site.

A Sidwell Friends, que atende alunos do ensino infantil ao 12o ano, não deu detalhes sobre o telefonema. Duas fontes da segurança afirmaram que tudo foi verificado na escola.

(Reportagem de Ian Simpson e Tabassum Zakaria)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAESCOLASASHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.