Estudante suicida planejava ataque na Flórida, diz polícia

Um ex-aluno da Universidade da Flórida Central se matou na madrugada desta segunda-feira em um alojamento onde a polícia achou pistolas, bombas e escritos sugerindo que ele planejava um ataque no campus, segundo as autoridades.

Reuters

18 de março de 2013 | 20h15

O alojamento foi desocupado e as aulas matinais foram suspensas até que os explosivos fossem removidos.

A universidade identificou o suicida como James Oliver Seevakumaran, de 30 anos, que frequentou a pós-graduação em administração entre 2010 e 2012. Ele não pagou as mensalidades do curso e do alojamento para o atual semestre, mas ainda não havia sido despejado.

A polícia do campus recebeu um alerta de incêndio às 0h20 de segunda-feira (hora local), e depois houve um telefonema para o 911 (serviço de emergência) dando conta de um homem armado na universidade, que funciona em Orlando e é uma das maiores do país.

O próprio Seevakumaran disparou o alarme de incêndio do alojamento, aparentemente para forçar outros alunos a saírem dos seus quartos. Ele então foi ao seu apartamento e apontou uma arma para um colega, segundo a polícia.

Esse aluno fugiu para o banheiro, se trancou e ligou para a polícia. Os agentes chegaram ao local três minutos depois de o alarme de incêndio soar, retiraram o aluno acuado do banheiro e encontraram o atirador no seu quarto, morto com um tiro na cabeça, segundo o chefe de polícia Richard Beary.

(Reportagem de Barbara Liston e Chris Francescani)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFLORIDASUICIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.