EUA anunciam mais US$ 17 milhões em ajuda para Chifre da África

Total doado já chega a US$ 122 milhões; da nova quantia, US$ 12 milhões vão para a Somália

REUTERS

11 de agosto de 2011 | 14h25

       

 

WASHINGTON - Os Estados Unidos darão mais US$ 17 milhões em ajuda para os países do Chifre da África atingidos pela fome, incluindo US$ 12 milhões para ajudar a Somália, afirmou a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, nesta quinta-feira, 11.

 

Veja também:

lista ESPECIAL: Saiba como ajudar as vítimas da fome

mais imagens OLHAR SOBRE O MUNDO: Somália: uma combinação mortífera

Em discurso, Hillary disse que os novos recursos - que se somam aos US$ 105 milhões em assistência americana anunciados na segunda-feira - elevarão o total de ajuda humanitária dos Estados Unidos à região para mais de US$ 580 milhões neste ano.

 

"O que está acontecendo no Chifre da África é a situação de emergência humanitária mais grave no mundo atualmente e a pior que a África já viu em décadas", disse a secretária no Instituto Internacional de Investigação sobre Políticas Alimentares (IFPRI, na sigla em inglês).

 

De acordo com Hillary, a ajuda chegará a 4,6 milhões de pessoas. O dinheiro será usado na distribuição de alimentos, auxílio à população com problemas de nutrição, limpeza de água e cuidados médicos.

 

"Mais de 12 milhões de pessoas na Etiópia, no Quênia, no Djibuti e na Somália estão sob risco de morrer de fome", advertiu a diplomata americana, comentando ainda que a este problema se soma a "crise de refugiados, porque centenas de milhares de pessoas tiveram que deixar suas casas em busca de comida".

 

A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou na quarta que a situação ainda deve se agravar no Chifre da África, principalmente na Somália, onde os militantes islâmicos do Al-Shabbab controlam parte do país e impedem a distribuição de ajuda humanitária. De acordo com o órgão, seria necessário US$ 1,3 bilhão em ajuda para ajudar somente os 3,7 milhões de pessoas em situação de risco em território somali.

 

Tudo o que sabemos sobre:
EUACHIFREAFRICAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.