EUA apreendem recorde de 161 toneladas de cocaína no último ano

A Guarda Costeira norte-americanaanunciou na quinta-feira um recorde nos últimos 12 meses naapreensão de cocaína, que atingiu um valor estimado em 4,7bilhões de dólares. As autoridades suspeitam que o tráfico da droga esteja sedeslocando do Caribe para o Pacífico. De acordo com a Guarda Costeira, foram apreendidos 161.368quilos de cocaína no último ano. A maior apreensão individualfoi de 18 toneladas num barco panamenho, em março. O almirante Thad Allen, comandante da Guarda Costeira,disse que os narcotraficantes recorrem agora a táticas maisarriscadas para driblar a fiscalização marítima, o que incluidissolver a cocaína em diesel. A Guarda Costeira, que é o principal órgão de policiamentomarítimo dos EUA, disse que os traficantes também estãobuscando avidamente as rotas do Pacífico, inclusive viaGalápagos, por causa da forte repressão que praticamenteinviabilizou as rotas pelo Caribe. Os três principais produtores mundiais de cocaína(Colômbia, Peru e Bolívia) ficam na América do Sul, segundodados da ONU. Os Estados Unidos têm acordos bilaterais com 26 paísescaribenhos e sul-americanos para que a Guarda Costeira possaoperar fora das águas territoriais norte-americanas, natentativa de deter contrabandistas em navios com bandeiraestrangeira. (Por David Morgan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.