EUA condenam ataque que deixou ao menos 6 mortos em Beirute

Os Estados Unidos condenaram aexplosão de um carro-bomba em Beirute, nesta sexta-feira, edisseram que o ataque teve como objetivo minar as instituiçõeslibanesas. Um policial e pelo menos outras cinco pessoas morreram. "Nós condenamos veementemente a explosão terrorista emBeirute de hoje que matou um capitão de polícia e outroslibaneses. Essa explosão é uma ataque daqueles que tentamenfraquecer as instituições libanesas, o processo democrático eadiar as eleições de um novo presidente libanês", disse aporta-voz da Casa Branca, Dana Perino. A explosão aconteceu próximo a um viaduto em um bairrocristão da zona leste de Beirute durante a hora do rushmatinal. Perguntada se a Casa Branca acreditava que a Síria estariaenvolvida no ataque, Perino disse que não sabia. "Eu não posso dizer que não foram eles, mas não posso dizerisso com certeza", afirmou. O porta-voz do Departamento de Estado, Tom Casey,considerou a explosão um "ato terrível de terrorismo". "Certamente nós não temos nenhuma idéia de quem éresponsável por isso, mas parece mais uma vez ser outro ataquea indivíduos que fazem parte das instituições e das estruturasdemocráticas do Líbano", disse Casey. (Reportagem de Caren Bohan e Paul Eckert)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.