EUA condenam eleição rebelde na Ucrânia e ameaçam Rússia com sanções

A Casa Branca afirmou nesta segunda-feira que não reconhecerá as eleições realizadas por separatistas russos em partes da Ucrânia no fim de semana e expressou preocupação de que Moscou estava tentando legitimar os resultados.

REUTERS

03 de novembro de 2014 | 20h24

"Os Estados Unidos condenam as chamadas 'eleições' ilegítimas realizadas no domingo por separatistas apoiados pela Rússia em partes de Donetsk e Luhansk", disse a porta-voz do Conselho Nacional de Segurança da Casa Branca, Bernadette Meehan.

"Estamos preocupados com um comunicado do Ministério das Relações Exteriores russo de hoje que busca legitimar essas 'eleições' falsas", disse Meehan, advertindo que as sanções econômicas contra a Rússia "aumentarão" se o país continuar ignorando suas obrigações nos termos do cessar-fogo assinado em setembro, em Minsk.

(Reportagem de Roberta Rampton)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAUCRANIACONDENA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.