EUA conseguiram 'informações valiosas' com cientista iraniano, diz fonte

Shahram Amiri teria sido sequestrado pela CIA e fornecido detalhes de planos iranianos

Reuters

14 de julho de 2010 | 14h00

WASHINGTON - Os EUA receberam informações valiosas do cientista nuclear iraniano Shahram Amiri, disse nesta quarta-feira, 14, uma fonte do governo americano. O físico estava desaparecido há um ano e, na terça-feira, pediu asilo na embaixada do Paquistão em Washington e retorna ao Irã.

 

Veja também:

linkCientista nuclear parte dos EUA de volta ao Irã

 

"Conseguimos informações muito úteis com ele, e os iranianos o conseguiram de volta. Pergunte-se quem fez o melhor negócio", disse a fonte sob condição de anonimato. O funcionário, porém, se recusou a comentar detalhes sobre as informações adquiridas com Amiri.

 

A Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) dos EUA tem um Centro de Operações de Restabelecimento Nacional para lidar com desertores, mas não ficou claro se esse órgão tem alguma ligação com o iraniano.

 

O Irã acusa os EUA de ter sequestrado Amiri enquanto ele fazia uma peregrinação pela Arábia Saudita em 2009. Os americanos, porém, negam as alegações e dizem que ele chegou ao país por livre e espontânea vontade. Nesta terça, ele deu entrada na embaixada paquistanesa em Washington, pediu a repatriação imediata e disse ter sido sequestrado durante sua viagem.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãAmiricientistaEUACIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.