EUA defendem ataques aéreos na Síria em carta à ONU

EUA defendem ataques aéreos na Síria em carta à ONU

A embaixadora dos EUA na ONU, Samantha Power, disse que os ataques foram necessários para eliminar a ameaça do Estado Islâmico para o Iraque, para os Estados Unidos e para seus aliados

REUTERS

23 de setembro de 2014 | 14h53

Os Estados Unidos fizeram ataques aéreos a militantes do Estado Islâmico na Síria porque Damasco já "mostrou que não pode e que não irá confrontar os redutos seguros da organização", escreveu o governo norte-americano em uma carta na terça-feira.

Em carta ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, a embaixadora dos EUA nas Nações Unidas Samantha Power disse que os ataques foram necessários para eliminar a ameaça do Estado Islâmico para o Iraque, para os Estados Unidos e para seus aliados.

Ela afirmou que a ação foi justificada pelo artigo 51 da carta da ONU, que cobre os direitos individuais ou coletivos dos Estados à Defesa contra ataques armados.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Mais conteúdo sobre:
EUASIRIAATAQUES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.