EUA dizem que cidadão norte-americano agiu como homem-bomba na Síria

O Departamento de Estado dos Estados Unidos confirmou nesta sexta-feira que um cidadão norte-americano realizou um atentado como homem-bomba na Síria.

Reuters

30 Maio 2014 | 20h17

Uma autoridade de segurança dos EUA identificou o suicida como Moner Mohammad Abusalha. O jornal The New York Times, primeiro a revelar o seu nome, disse que ele cresceu na Flórida e viajou à Síria no ano passado.

O funcionário afirmou que agências norte-americanas estavam cientes antes do atentado a bomba que o homem havia viajado à Síria para se unir aos militantes, embora tenha se recusado a dar mais detalhes.

Ele disse que, ao contrário de outros estrangeiros que combatem na Síria, até onde se sabe o suicida não publicou mensagens no Twitter ou em outras redes sociais.

O homem-bomba, que usava o pseudônimo Abu Hurayra al-Amriki, conduziu um dos quatro atentados em 25 de maio na província síria de Idlib em nome da Jabhat al-Nusra, grupo ligado à Al Qaeda que luta para depor o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad.

"Posso confirmar que este indivíduo era um cidadão norte-americano envolvido em um atentado a bomba suicida na Síria”, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Jen Psaki, em uma entrevista coletiva à imprensa.

(Reportagem de Doina Chiacu e Mark Hosenball)

Mais conteúdo sobre:
EUA SIRIA BOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.