EUA dizem que não vão reconhecer referendos 'ilegais' na Ucrânia

Os Estados Unidos não reconhecem referendos "ilegais" no leste da Ucrânia e os vê como uma tentativa de criar mais divisão e desordem no país, disse a Casa Branca nesta segunda-feira.

Reuters

12 Maio 2014 | 16h18

"Nós não reconhecemos os resultados", afirmou o porta-voz da Casa Branca Jay Carney a repórteres.

"Estamos desapontados que o governo russo não tenha usado sua influência para evitar esses referendos", completou Carney.

Rebeldes pró-Rússia declararam vitória em um referendo de independência em regiões do leste do país no domingo.

(Reportagem de Jeff Mason)

Mais conteúdo sobre:
EUA UCRANIA REFERENDOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.