EUA dizem ser improvável retirada de minoria yazidi de área no Iraque

É improvável que ocorra uma operação norte-americana para retirar a minoria yazidi isolada na região do Monte Sinjar, no Iraque, após ter fugido dos combatentes do Estado Islâmico, avaliou uma equipe dos Estados Unidos, de acordo com o Pentágono.

REUTERS

13 de agosto de 2014 | 21h28

"A equipe avaliou que há muito menos yazidis no Monte Sinjar do que se pensava", disse o Pentágono em um comunicado nesta quarta-feira. "Os yazidis que permanecem estão em melhores condições do que se acreditava anteriormente e continuam a ter acesso à comida e à água que lançamos por avião."

"Com base nesta avaliação, foi determinado que uma missão de retirada é muito menos provável", disse o comunicado, acrescentando que os EUA continuarão a prestar assistência humanitária conforme necessário.

Combatentes curdos têm protegido cidades habitadas pela minoria yazidi à medida que comboios armados do Estado Islâmico avançavam e já ajudaram milhares de pessoas deste grupo a escapar para áreas mais seguras no norte.

(Reportagem de David Alexander e Sandra Maler)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIRAQUEYAZIDIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.