EUA e BP preparam decisão sobre como 'sufocar' poço no Golfo

Técnicos do governo dos Estados Unidos e da empresa BP devem decidir dentro de dois dias como "sufocar" definitivamente o vazamento de petróleo no golfo do México, disse nesta segunda-feira a principal autoridade norte-americana envolvida na operação.

REUTERS

16 de agosto de 2010 | 17h00

"Não há ninguém que queira que isso aconteça mais rápido do que eu, mas ninguém quer incorrer em mais riscos nessa operação", disse o almirante da reserva da Guarda Costeira Thad Allen a jornalistas.

"Quando acabarmos essa coisa, precisamos ter uma estaca no coração desse poço."

O poço auxiliar que permitirá a interrupção definitiva do vazamento está a apenas 15 metros do seu alvo, cerca de 4.000 metros abaixo do leito marinho, segundo Allen.

A maior preocupação dos técnicos é que o cimento injetado para controlar o vazamento neste mês ceda, liberando cerca de 800 mil litros de óleo que estão presos entre os dutos do poço danificado e a parede de rocha ao seu redor.

(Reportagem de Kristen Hays)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABPPOCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.