EUA e Rússia afirmam precisar do espírito de cooperação da II Guerra

Comunicado conjunto lembrou 65 anos da reunião de tropas russas e americanas no rio Elba

25 de abril de 2010 | 21h41

Reuters

 

MOSCOU- O presidente Barack Obama e seu colega russo, Dmitri Medvedev, afirmaram neste domingo, 25, que suas nações precisam do espírito de confiança mútua que tiveram durante a II Guerra Mundial para construir uma associação sincera.

 

Ambos os líderes emitiram um comunicado conjunto marcando o aniversário de 65 anos da reunião das tropas soviéticas e americanas no rio Elba, próximo ao povoado alemão de Togau, alguns dias antes da derrota final da Alemanha nazista.

 

"A atmosfera de confiança mútua e compromisso compartilhado para a vitória, que acompanhou o histórico aperto de mãos em Elba, é especialmente convocada hoje, quando Rússia e Estados Unidos estão construindo uma associação com o propósito de um mundo estável e próspero", afirmou a mensagem publicada pelo Kremlin.

 

"Estamos convencidos de que, atuando com o 'espírito de Elba' sobre uma base equitativa e construtiva, podemos resolver com sucesso qualquer problema que enfrentem nossas nações e lidar efetivamente com os desafios do novo milênio", acrescentou.

 

Obama transformou em sua prioridade "começar do zero" as relações com Moscou, que tocaram um ponto mínimo após a Guerra Fria durante a guerra da Rússia com a Geórgia em 2008.

 

No começo do mês, Rússia e Estados Unidos firmaram um pacto de desarmamento nuclear, elemento crucial da tentativa de Obama para frear a amaeaça nuclear mundial.

 

Medvedev já disse que Obama e ele "têm mudado a atmosfera" nas relações entre russos e americanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.