EUA elogiam embargo da UE a petróleo iraniano e pressionam Teerã

Porta-voz da Casa Branca disse que a decisão da UE é uma ‘parte essencial’ dos esforços diplomáticos em lidar com o Irã

Reuters

01 de julho de 2012 | 15h21

A Casa Branca elogiou a União Europeia por proibir importações de petróleo iraniano para o bloco econômico de 27 países neste domingo e disse que Teerã tem a oportunidade, em negociações nesta semana, de realizar progresso em relação às preocupações internacionais com seu programa nuclear.

"Os Estados Unidos aprovam a proibição da União Europeia de qualquer importação de petróleo iraniano e de outras sanções sobre a indústria petrolífera do país, que passam a valer em sua totalidade a partir de hoje", disse o porta-voz da Casa Branca Jay Carney em nota.

"Essa decisão coletiva dos 27 países da União Europeia representa um compromisso adicional significativo da parte de nossos aliados e parceiros europeus na busca por uma solução pacífica às preocupações da comunidade internacional a respeito do programa nuclear iraniano", acrescentou.

Carney disse que a decisão da UE é uma "parte essencial" dos esforços diplomáticos em lidar com o Irã.

"O Irã tem uma oportunidade de buscar negociações significativas, começando com reuniões a nível de peritos nesta semana em Istambul, e deve dar passos concretos em direção a uma solução de grande escopo relativa às preocupações da comunidade internacional com as atividades nucleares do Irã", disse.

(Reportagem de Jeff Mason)

Mais conteúdo sobre:
EUAIRAEMBARGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.