EUA esperam comprometimento de aliados com Afeganistão

O governo Obama espera por "novos compromissos significativos" dos países aliados, seja enviando tropas ou fornecendo assistência civil ao Afeganistão antes de um encontro da Otan em abril, disse o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, nesta sexta-feira. Depois de uma reunião entre ministros de Defesa da Otan em Cracóvia, Gates disse que Washington planeja fazer pedidos específicos aos aliados por mais contribuições na batalha contra os militantes no Afeganistão. O presidente Barack Obama anunciou esta semana um grande aumento no número de tropas norte-americanas no Afeganistão, onde a insurgência Taliban tem crescido e ganhado força, mas os EUA têm enfrentado resistência dos aliados da Otan a seus pedidos para que também enviem mais soldados. Washington anunciou um aumento de contingente de 17.000 soldados para o Afeganistão. Gates afirmou que se os países aliados não puderem aumentar sua participação militar, seriam bem-vindas contribuições para o desenvolvimento e a governabilidade. "Espero que haja novos compromissos significativos, tanto do lado civil como do lado militar", disse Gates em entrevista coletiva. O secretário afirmou que durante o encontro de dois dias em Cracóvia, 20 nações da Otan anunciaram novos compromissos. "Considero um bom início, já que começamos a olhar para a reunião da Otan", disse ele, sobre o encontro dos dias 3 e 4 de abril da Organização do Tratado do Atlântico Norte. "Acredito que estamos enfrentando um grande teste no Afeganistão. Não tenho dúvidas que vamos aumentar (o apoio) nessa ocasião", disse Gates. (Reportagem de David Brunnstrom)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.