EUA exigem que Tunísia respeite direitos humanos

A Casa Branca afirmou na sexta-feira que estava monitorando os acontecimentos na Tunísia depois da notícia de que o presidente Ben Ali havia deixado o país e exigiu que as autoridades respeitassem os direitos humanos.

REUTERS

14 de janeiro de 2011 | 16h59

"Condenamos a recente violência contra civis na Tunísia e exigimos que as autoridades tunisianas cumpram os compromissos importantes assumidos por Ben Ali em seu discurso na véspera ao povo, incluindo respeito aos direitos humanos básicos e um processo bastante necessário de reforma política", disse o porta-voz da Casa Branca, Mike Hammer, em comunicado.

Os Estados Unidos acreditam que o povo tunisiano tem o direito de escolher seus líderes, acrescentou o documento.

(Reportagem de Jeff Mason e Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
EUATUNISIACRISE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.