EUA não têm razão para acreditar em morte de Gaddafi--autoridade

O governo dos Estados Unidos não tem razão para acreditar que o líder líbio, Muammar Gaddafi, esteja morto, disse uma autoridade norte-americana, após operadores de petróleo terem citado um rumor de que Gaddafi havia sido baleado como um elemento que pressionava negativamente os preços da commodity.

REUTERS

24 de fevereiro de 2011 | 17h15

Questionado se Washington tinha razão para acreditar que Gaddafi está morto, a autoridade, falando sob a condição de anonimato, disse: "não".

Gaddafi enfrenta protestos contra seu governo de 41 anos na Líbia e tem reprimido os manifestantes com violência.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAGADDAFIRUMOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.