EUA nomeiam coordenador para implementar sanções ao Irã e Coreia do Norte

Funcionário dirigirá esforços do governo para garantir implementação 'plena e efetiva' de sanções

Efe,

10 de junho de 2010 | 19h19

WASHINGTON- O governo dos Estados Unidos nomeou nesta quinta-feira, 10, o assessor especial de Controle de Armas e Não-Proliferação, Robert J. Einhorn, como coordenador dos Estados Unidos para a implementação de sanções ao Irã e à Coreia do Norte.

 

Veja também:

linkEUA e Irã discutem sobre programa nuclear israelense

linkRússia enviará mísseis S-300 ao Irã, dizem autoridades

linkTurquia critica sanções contra o Irã

linkIrã pode reduzir cooperação com a AIEA

linkSanções não afetarão comércio com o Brasil

linkEUA temem que sanções sejam ignoradas

lista Veja texto com íntegra da quarta resolução

 

Segundo informou o Departamento de Estado, o funcionário se encarregará dessas novas responsabilidades enquanto apoia e assessora a secretária de Estado, Hillary Clinton, o segundo secretário de Controle de Armas e Segurança Internacional, e outros departamentos sobre não-proliferação e controle de armas.

 

Sobre o Irã, Einhorn dirigirá os esforços do governo para garantir uma implementação "plena e efetiva" de todas as resoluções tomadas no Conselho de Segurança da ONU.

 

As medidas mais recentes são as aprovadas nesta quarta, que impõem novas restrições às operações de bancos iranianos no exterior se houver suspeitas de que têm vínculos com os programas nuclear ou balístico de Teerã.

 

Além disso, aumentam o escrutínio das transações de todas as entidades financeiras do país no exterior, endurecem o embargo de armas ao Irã e sancionam órgãos do governo da República Islâmica.

 

Quanto à Coreia do Norte, Einhorn coordenará os esforços relacionados a sanções, em especial as que tem como objetivo prevenir a aquisição ou transferência de equipamentos de proliferação.

 

Saiba mais:

especialEspecial: Os últimos eventos da crise nuclear

especialEspecial: O programa nuclear do Irã

lista Veja as sanções que já foram aplicadas ao Irã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.