EUA pedem que Síria interrompa violência contra manifestantes

Os Estados Unidos pediram nesta sexta-feira que o governo sírio interrompa o uso da violência contra manifestantes e pediram que Damasco implemente as reformas prometidas.

REUTERS

22 de abril de 2011 | 16h12

Os comentários ocorrem no dia em que forças de segurança sírias atiraram contra dezenas de manifestantes no dia mais sangrento em um mês de crescentes protestos contra o presidente sírio, Bashar al-Assad.

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, conversou com jornalistas durante voo do presidente Barack Obama entre a Califórnia e Washington, e disse que "nós condenamos o uso da violência".

Ele pediu que o governo sírio "interrompa e desista do uso de violência contra manifestantes" e implemente as reformas prometidas".

(Reportagem de Jeff Mason e Steve Holland)

Tudo o que sabemos sobre:
EUASIRIAREAGE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.