EUA posicionam navios e aviões perto da Líbia, diz Pentágono

As Forças Armadas dos Estados Unidos estão posicionando navios e aviões militares perto da Líbia, afirmou um oficial do Pentágono na segunda-feira, na medida em que o governo do presidente Barack Obama intensifica a pressão para que o líder Muammar Gaddafi deixe o poder.

REUTERS

28 de fevereiro de 2011 | 17h08

"Nós estamos aproximando navios da Líbia em caso de necessidade", afirmou o coronel David Lapan, um porta-voz do Pentágono.

O coronel disse que aviões também estavam sendo reposicionados perto da Líbia, onde Gaddafi permanece irredutível diante da pressão do Ocidente e do seu próprio povo para acabar com seu regime de 41 anos.

O governo norte-americano afirmou que a ação militar é uma das opções que está considerando, embora muitos analistas dizem ser muito improvável que os Estados Unidos lancem uma invasão terrestre ou ataques aéreos por causa da situação volátil no país norte-africano.

Não estava imediatamente claro quais navios a Marinha norte-americana têm no mar Mediterrâneo, mas o país possui dois porta-aviões estacionados mais a leste.

A Sexta Frota dos Estados Unidos tem sua base perto de Nápoles, na Itália, no Mediterrâneo, em frente à Líbia.

(Reportagem de Missy Ryan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUALIBIANAVIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.