EUA prendem dez por suspeita de espionagem para a Rússia

Suspeitos estariam trabalhando para a inteligência russa, diz Departamento de Justiça

Associated Press

28 de junho de 2010 | 17h24

WASHINGTON - O Departamento de Justiça dos EUA informou nesta segunda-feira, 28, que dez agentes da inteligência russa foram presos por supostas atividades ilegais de espionagem para o governo.

 

Segundo o Departamento, oito dessas pessoas foram detidas no domingo por suspeita de espionar a longo prazo e com profundidade assuntos dos EUA relacionados à Rússia. Os outros dois foram detidos nesta segunda. Todos serão acusados por conspiração para agir como agentes de um governo estrangeiro, o que pode render cinco anos de prisão.

 

A lei federal proíbe indivíduos de agir como agentes de governos estrangeiros sem a devida notificação para a administração dos EUA. Nove dos detidos serão acusados também de conspiração para lavagem de dinheiro e podem pegar mais 20 anos de prisão.

 

Os agentes do Serviço Federal americano, o FBI, prenderam dois deles na cidade de Monclair, no Estado de Nova Jersey. Outros dois foram detidos em Yonkers, Nova York, e um outro foi preso em Manhattan.

Tudo o que sabemos sobre:
espionagemEUARússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.