EUA preparam 'beijaço' para homenagear geração da Segunda Guerra

Por Daniel Trotta

REUTERS

12 de agosto de 2010 | 19h57

NOVA YORK (Reuters Life!) - Norte-americanos preparam um "beijaço" no sábado na Times Square e trompetistas de todo o país tocarão a canção fúnebre militar chamada "Taps" no primeiro dia nacional de homenagem à geração da Segunda Guerra Mundial.

O evento ocorre no 65o aniversário daquilo que os norte-americanos chamam de V-J Day, ou o dia da vitória sobre o Japão, em 1945.

A celebração foi imortalizada por uma imagem do fotógrafo Alfred Eisenstaedt, que mostra um marinheiro não identificado, recém-regressado do conflito, beijando a enfermeira Edith Shain na Times Square.

O beijo coletivo destinado a recriar o momento está marcado para acontecer ao lado de uma estátua de 7,5 metros que representa o casal.

De costa a costa, estima-se que 6 mil músicos irão executar "Taps" e numerosos eventos serão realizados em prefeituras e memoriais da Segunda Guerra em todo o país, de acordo com os organizadores. Nos próximos anos, a comemoração será feita sempre no segundo domingo de agosto.

Shain morreu aos 91 anos, em junho, antes de ver a campanha para a celebração. O Congresso aprovou em julho a resolução nesse sentido.

Por causa da foto, a enfermeira virou uma quase-celebridade, e queria aproveitar a fama por uma causa nobre, segundo Warren Hegg, supervisor nacional da campanha "Mantenha Vivo o Espírito de 45."

"Realmente se tornou a missão de Edith na vida que houvesse este dia nacional, que todo dia alguém pensasse naquele dia em agosto quando uma menina foi beijada na Times Square, que as pessoas pensassem nisso mais profundamente", afirmou Hegg.

"Ela disse que teríamos um dia para todos os homens e mulheres comuns daquela geração, que fizeram tantas coisas notáveis e nunca foram realmente reconhecidos por isso: as pessoas que suportaram a Grande Depressão, salvaram a democracia ocidental e aí foram adiante e reconstruíram o mundo."

Tudo o que sabemos sobre:
EUABEIJACOGUERRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.