EUA pretendem obter US$646 bi com comércio de carbono

O plano orçamentário do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai levantar receita estimada em 646 bilhões de dólares, de 2012 a 2019, graças ao comércio de carbono previsto em projetos de redução de emissão de gases causadores do efeito estufa. O programa gerará por volta de 150 bilhões de dólares, que serão investidos em tecnologia de energia limpa ao longo de 10 anos, além de criar uma taxa de crédito que "fará o trabalho valer". O governo Obama vai trabalhar com o Congresso para desenvolver um sistema que englobe a economia como um todo e estabeleça um limite para as emissões de grandes indústrias, além de exigir que elas comprem e vendam permissões para emitir os gases causadores do efeito estufa. (Por Ayesha Rascoe)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.