EUA prometem US$ 500 milhões em ajuda a pessoas e países afetados por guerra na Síria

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anunciou nesta sexta-feira ajuda humanitária de cerca de 500 milhões de dólares para as pessoas e países afetados pela guerra civil na Síria.

REUTERS

12 de setembro de 2014 | 12h22

O pacote de ajuda inclui mais de 250 milhões de dólares "para ajudar os refugiados e comunidades de acolhimento nos países vizinhos afetados pela crise", disse Kerry em comunicado.

Há cerca de 3 milhões de refugiados sírios registrados em países vizinhos, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mas muitos continuam deslocados na própria Síria por causa do avanço dos militantes islâmicos ou estão tendo dificuldade para chegar a passagens de fronteira abertas.

A agência de refugiados da ONU (Acnur) disse há duas semanas que quase metade de todos os sírios tinham sido forçados a deixar suas casas por causa do conflito, e um total de 6,5 milhões estariam deslocadas dentro da Síria.

As maiores concentrações de refugiados em países vizinhos estão no Líbano (1,17 milhão), Turquia (830 mil) e Jordânia (613 mil), de acordo com o Acnur. Outros 215.000 estão no Iraque, Egito e outros países.

(Reportagem de Jason Szep)

Mais conteúdo sobre:
EUASIRIAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.