EUA reconhecem coalizão de oposição síria, diz Obama à ABC News

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta terça-feira que os Estados Unidos agora reconhecem a nova coalizão dos grupos opositores sírios, uma decisão que deve aumentar a pressão sobre o presidente da Síria, Bashar al-Assad.

Reuters

11 de dezembro de 2012 | 22h04

"Tomamos a decisão de que a Coalizão de Oposição Síria é agora suficientemente inclusiva, é reflexiva e suficientemente representativa da população síria, e que nós a consideramos a legítima representante do povo sírio em oposição ao regime de Assad", disse Obama em entrevista à ABC News.

A decisão, que era amplamente esperada, poderá dar nova legitimidade internacional para os rebeldes que lutam para derrubar Assad, mas não chega a autorizar os Estados Unidos a armar a oposição, algo que Obama tem se recusado a fazer.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Mais conteúdo sobre:
EUASIRIARECONHECE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.