Steven Senne/Arquivo/AP
Steven Senne/Arquivo/AP

EUA resgatam 14 tripulantes de navio; 2 estão desaparecidos

Embarcação estava na trajetória do furacão Sandy, na costa da Carolina do Norte, e afundou

Reuters

29 de outubro de 2012 | 14h53

Texto atualizado às 16h24 NOVA YORK - A Guarda Costeira dos Estados Unidos resgatou nesta segunda-feira, 29, 14 dos 16 tripulantes que abandonaram a embarcação réplica do navio HMS Bounty que estava na trajetória do furacão Sandy, na costa da Carolina do Norte. Segundo a Guarda Costeira, helicópteros foram usados para retirar os tripulantes dos botes salva-vidas.

A Guarda Costeira continuava a procurar pelos dois tripulantes desaparecidos a 260 quilômetros do olho do furacão. As autoridades haviam relatado anteriormente que havia 17 a bordo, mas depois corrigiram o número para 16. A embarcação afundou, de acordo com a rede CNN.

O primeiro dos dois helicópteros MH-60 Jayhawk chegou ao local por volta das 6h30 (8h30 no horário de Brasília) e içou cinco pessoas a salvo. Um segundo helicóptero chegou depois e resgatou nove pessoas, informou a Guarda Costeira.

Uma aeronave Hércules C-130 procurava os dois tripulantes desaparecidos e um terceiro helicóptero de resgate estava a caminho, disse a Guarda Costeira. "As 16 pessoas vestiram roupas para sobrevivência na água gelada e coletes salva-vidas antes de embarcar em dois botes salva-vidas com capacidade para 25 pessoas, com cobertura", disse a Guarda Costeira.

A réplica do navio foi construída em 1962 para o filme "O Grande Motim" e ficou sem força enquanto estava no mar na noite de domingo. A embarcação havia partido de New London, Connecticut, e ia para St. Petersburg, na Flórida, disse Tracie Simonin, diretora do Bounty. Ela disse não saber como o capitão tentou dirigir o navio pela tempestade.

"A última coisa que ouvimos foi que o navio ainda estava de pé", afirmou Simonin, dando alguma esperança de que a embarcação ainda poderia ser salva. O Bounty estava 145 quilômetros a sudeste de Hatteras, na Carolina do Norte, ou a 260 quilômetros do centro do furacão Sandy, classificado na Categoria 1, que chegava à Costa Leste dos EUA, informou a Guarda Costeira.

O Bounty original, um navio britânico, ganhou fama por um motim no Taiti em 1789. O filme de 1962 tinha Marlon Brando como o chefe da rebelião Fletcher Christian. A réplica do Bounty já apareceu em vários documentários e filmes, incluindo "Piratas do Caribe", com Johnny Depp, de acordo com site da embarcação.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFuração Sandynavio HMS Bounty

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.