EUA se dizem desapontados com assentamentos de Israel

Washington deve se manifestar negativamente sobre 'represália' a reconhecimento palestino na Unesco

Reuters

02 de novembro de 2011 | 13h06

WASHINGTON - Os Estados Unidos devem afirmar que estão "profundamente desapontados" por Israel ter acelerado a construção de assentamentos após a Unesco ter votado pela adesão plena dos palestinos à entidade, afirmou uma autoridade americana nesta quarta-feira, 2.

 

Veja também:

blog PARA ENTENDER: O Estado palestino na Unesco

especialInfográfico: As fronteiras da guerra no Oriente Médio

tabela HOTSITE: A busca pelo Estado palestino

 

"(Estamos) profundamente desapontados com o anúncio", disse a autoridade, que falou em condição de anonimato, afirmando que a administração de Obama continua a deixar clara sua oposição a tais atitudes do governo israelense.

 

Israel anunciou na terça que ampliaria a construção de assentamentos em Jerusalém Oriental na terça-feira, o que foi considerado uma resposta ao reconhecimento do Estado palestino na Unesco. Os palestinos já repudiaram a decisão.

 

Nesta quarta, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, defendeu a decisão de acelerar o processo das obras - que já eram previstas - sob o argumento de que "é o direito e o dever do governo construir sob toda a área de sua capital para a atual e para as próximas gerações".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.