EUA só darão asilo a haitianos que chegaram antes do tremor

Governo concedeu asilo temporário de 18 meses aos haitianos que estavam em situação irregular no país

Efe,

21 de janeiro de 2010 | 16h49

A secretária de Segurança Nacional dos EUA, Janet Napolitano, disse nesta quinta-feira, 21, que os haitianos que entraram ilegalmente em solo americano depois de 12 de janeiro, dia do devastador terremoto no Haiti, não serão beneficiados pelo asilo temporário aprovado na semana passada.

 

A funcionária falou sobre o assunto na entrevista coletiva que concedeu após uma reunião com ministros de Interior da União Europeia (UE).

 

O asilo temporário a haitianos em situação irregular nos EUA, que vai vigorar por 18 meses, foi anunciado por Washington na sexta-feira passada, como parte da ajuda humanitária ao país caribenho. No entanto, não poderão recorrer ao benefício os haitianos que, depois do tremor, entraram ou decidiram entrar nos EUA.

 

A secretária também destacou o trabalho realizado por equipes da Guarda Costeira e da Polícia de Alfândegas de seu país, que estão trabalhando "todos os dias" para ajudar na superação desta "catástrofe de dimensões inimagináveis".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.