EUA vão deixar mais soldados no Afeganistão do que inicialmente planejado

Os Estados Unidos estão se preparando para aumentar o número de militares que vão manter no Afeganistão em 2015 para preencher a lacuna deixada por outros países na missão da Otan, de acordo com três fontes com conhecimento direto da situação.

REUTERS

25 Novembro 2014 | 11h59

Os números finais ainda estão sendo acertados, mas vão ficar pelo menos algumas centenas acima do que inicialmente planejado, disse uma das fontes.

"Se eles tivessem feito isso, a missão perderia bases", disse a fonte.

De acordo com o compromisso assumido pelos EUA, descrito como uma "solução-ponte" até que outros países cumpram suas promessas mais tarde no próximo ano ou até que as tropas não sejam mais necessárias, Washington pode fornecer até 1.000 militares adicionais.

O número foi confirmado por todas as três fontes, que afirmaram ainda estar sendo discutido um número final e que isso depende de quando os outros países vão cumprir seus compromissos.

(Reportagem de Jessica Donati)

Mais conteúdo sobre:
EUAAFEGANISTAOTROPAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.