EUA vão destinar US$ 550 milhões aos palestinos em 2008

Objetivo é dar apoio econômico e político à Autoridade Nacional Palestina e ao processo de paz com Israel

Efe,

16 de dezembro de 2007 | 22h37

Os Estados Unidos anunciarão uma ajuda de US$ 550 milhões para os palestinos em 2008 durante a conferência internacional de doadores que acontece nesta segunda-feira, 17, em Paris, informa neste domingo, 16, a imprensa local.   O anúncio da assistência será feito pela secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, na reunião internacional de Paris, destinada a dar apoio econômico e político à Autoridade Nacional Palestina (ANP), presidida por Mahmoud Abbas, e ao processo de paz com Israel.   Em conversa com os jornalistas que a acompanhavam no avião a caminho de Paris, a própria Rice antecipou o valor da contribuição americana, que necessitaria do sinal verde do Congresso dos EUA.   O programa econômico para o período 2008-2010 criado pelo primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, é orçado em cerca de US$ 5,6 bilhões. Segundo os EUA, o montante necessário para 2008 deve variar entre US$ 1,6 e US$ 1,7 bilhão. Se este valor for confirmado, a ajuda americana cobriria quase um terço do que os palestinos precisam.   Cerca de 90 delegações de países e de organismos internacionais, como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional, são esperadas na reunião, que é o prolongamento da conferência de Annapolis (EUA), que relançou o processo de paz israelense-palestino no final do mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
EUA, palestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.