Ex-governador de Illinois é condenado a 14 anos de prisão

O ex-governador de Illinois Rod Blagojevich foi sentenciado na quarta-feira a 14 anos de pena em uma prisão federal por prática de corrupção, incluindo a tentativa de vender a vaga do Senado que foi deixada por Barack Obama ao ser eleito presidente dos Estados Unidos.

JANAN HANNA, REUTERS

07 de dezembro de 2011 | 19h12

Blagojevich, que completa 55 anos no sábado, terá de cumprir pelo menos 85 por cento da pena, ou cerca de 12 anos.

Ele era acusado de solicitar empregos e doações eleitorais em troca de benefícios do Estado. O democrata, destituído do cargo em 2009, pediu misericórdia ao juiz James B. Zagel, dizendo-se "incrivelmente arrependido".

Antes de proferir a sentença, Zagel disse que aceitava as desculpas, mas que elas "vieram tarde demais". O juiz não aceitou a tese da defesa de que Blagojevich teria sido enganado por assessores.

Durante o julgamento, os promotores apresentaram evidências de que Blagojevich teria solicitado 1,5 milhão de dólares em contribuições eleitorais de simpatizantes do deputado Jesse Jackson Jr., em troca de nomeá-lo para o Senado. Ele também disse que o então governador solicitou um cargo ministerial ou algum emprego bem remunerado em Washington, em troca de indicar ao Senado a preferida de Obama, Valerie Jarrett, hoje assessora da Casa Branca.

Outra condenação decorreu de acusações de extorsão contra os diretores de um hospital infantil e dos hipódromos do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABLAGOJEVICHCONDENADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.