Executivos de Brasil e EUA se reunirão com Bush por negócios

Executivos de grandes empresas doBrasil e dos Estados Unidos se reúnem a partir de domingo paradiscutir como os governos de ambos os países podem promover ocomércio e os investimentos, disse na quinta-feira umfuncionário do Itamaraty. O chamado "CEO Fórum", ou "fórum dos executivos-chefes",repete o esquema de um evento já realizado há dois anos com aÍndia. Ele inclui um encontro de cerca de 20 executivos com opresidente George W. Bush na segunda-feira na Casa Branca, alémde reuniões bilaterais como ministros norte-americanos ebrasileiros, segundo o funcionário. Foram convidados dez CEOs de grandes empresas brasileirascom atuação nos EUA, como Embraer, Vale e Gerdau, além deexecutivos como os norte-americanos Craig Barrett (Intel) eBill Rhodes (Citibank). Um diplomata brasileiro disse, pedindo anonimato, quetambém estarão presentes executivos e presidentes de empresasdos EUA que investem no Brasil, como Alcoa, Coca-Cola, GeneralMotors e Cargill. O objetivo, segundo ele, é encontrar "formas criativas deestimular o comércio e o investimento" depois do fracasso dasnegociações para a criação da Área de Livre Comércios daAméricas (Alca), em 2003. O encontro ocorrerá depois de os presidentes Bush e LuizInácio Lula da Silva terem se reunido no ano passado parapromover uma aproximação econômica, especialmente na área dosbiocombustíveis. Em Washington, os governos buscarão, por intermédio de doisministros de cada lado, responder às propostas, mas ofuncionário já indicou que houve entraves nos estudos sobreimpostos por causa de leis diferentes em ambos os países arespeito do sigilo bancário. O assunto interessa muito ao Brasil, já que empresas dopaís investiram mais de 6 bilhões de dólares nos EUA em 2007. Além disso, o Brasil buscas atrair investimentos para oPrograma de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo Lula. (Por Adriana Garcia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.