Reprodução CNN
Reprodução CNN

Explosão em fábrica de adubo no Texas deixa vários feridos

De acordo com noticiário local, vários prédios pegaram fogo e mais de 100 pessoas ficaram feridas

Efe e Reuters - Atualizado a 2h10,

18 de abril de 2013 | 00h15

WASHINGTON - Várias pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira após uma forte explosão em uma fábrica de adubo na cidade de West, no Texas, informou o jornal "Waco Tribune", sediado em uma cidade vizinha. Segundo o periódico, vários edifícios pegaram fogo e o número total de feridos ainda é indeterminado. Também havia informações não confirmadas sobre vários mortos.

Devido à explosão, que aconteceu às 19h50 locais (21h50 de Brasília), algumas pessoas ficaram presas em um asilo perto da fábrica e em outros imóveis próximos. De acordo com as primeiras informações, pelo menos dez edifícios pegaram fogo, incluindo uma escola, enquanto a emissora "CNN" informou que pode haver cerca de 100 feridos. Um representante de um hospital local diz que pelo menos 66 pessoas foram internadas, 38 delas em estado grave. Outros dois hospitais também recebem os feridos.

D.L. Wilson, porta-voz do Departamento de Segurança Pública do Texas, afirmou à agência Reuters que a explosão danificou inúmeras residências. Casas da região foram evacuadas por medo de nova explosão.

Uma testemunha do incidente, Bill Bohannan, que fazia uma visita à casa de seus pais, perto da fábrica, disse ao jornal "Waco Tribune" que a explosão foi "devastadora". "Eu disse: 'isso vai explodir'. E disse a meus pais que entrassem no carro. Estava de pé junto ao meu carro com a minha namorada, esperando que meus pais saíssem, e (a fábrica) explodiu. Nosso carro foi atingido", disse.

Equipes de socorro, ambulâncias, corpos de segurança e outros veículos de emergência se deslocaram até o local e estão levando os feridos para um campo de futebol próximo, onde está funcionando um hospital de campanha.

Vídeo

Internauta publicou no YouTube um vídeo que mostra o momento da explosão. De dentro de um carro, um homem grava o incêndio na fábrica com o celular. Segundos após o início da gravação, há a explosão. O impacto é forte, o celular cai e é possível ouvir uma criança em desespero pedindo para sair dali.  

Cerco

A explosão ocorreu às vésperas do 20.º aniversário do cerco de Waco, que começou fevereiro de 1993, quando o governo tentou cumprir um mandado de busca na seita do Ramo Davidiano. Um tiroteio resultou nas mortes de quatro agentes e seis seguidores. O cerco ao rancho durou 51 dias e terminou em 19 de abril, quando um incêndio destruiu o conjunto, deixando 76 mortos.

Tudo o que sabemos sobre:
ExplosãoTexas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.