Explosões em tanque de combustível ferem três em Dallas

Três pessoas ficaram feridas na quarta-feira numa série de explosões em tanques de gás numa distribuidora perto do centro de Dallas, segundo as autoridades. Prédios próximos tremeram, enquanto as TVs locais mostravam a explosão de cilindro após cilindro, provocando um enorme incêndio e uma coluna de fumaça preta que era vista a quilômetros de distância. Dois dos feridos foram internados em estado grave no hospital Parkland. O hospital Metodista não divulgou um boletim sobre o estado da terceira vítima. A causa das explosões na empresa Southwest Industrial Gases permanece desconhecida, mas o subchefe de polícia da cidade, Vince Golbeck, disse em entrevista coletiva que de início não há sinais de sabotagem. Os bombeiros disseram que conseguiram conter o incêndio, mas ainda não o debelaram totalmente. Eles derramam água sobre prédios vizinhos para tentar evitar mais danos. O chefe dos bombeiros, Eddie Burns, afirmou que os bombeiros só vão entrar para tentar apagar as chamas quando não houver mais tanto risco de novas explosões. "Está perigoso demais. Temos gases médicos. Temos acetileno, hidrogênio. É muito perigoso", afirmou. A Comissão de Investigação de Segurança e Riscos Químicos dos EUA anunciou o envio de investigadores a Dallas. Duas rodovias federais nos arredores foram interditadas devido às explosões. A Oncor, empresa de distribuição elétrica em Dallas, cortou a energia de algumas poucas linhas perto do incêndio, afetando o fornecimento para a estação Union, importante entroncamento ferroviário da cidade, segundo uma assessora de imprensa da Oncor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.